quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

WAGNER nas temporadas do METROPOLITAN

O Programa da Temporada 2011-2012 do MET.
Palavras para quê? O conceito de temporada para os norte-americanos é um padrão que ilumina o mundo da ópera.
Wagner não faltará, claro, com a continuação e conclusão de O Anel do Nibelungo!

http://viewer.zmags.com/publication/1e3eea6d#/1e3eea6d/1

Este ano teremos brevemente no MET a continuação do ciclo do Ring, com A Valquíria.  Bryn Terfel é Wotan. Deborah Voigt , Brünnhilde. Jonas Kaufmann e Eva-Maria Westbroek , Siegmund and Sieglinde, e Stephanie Blythe será Fricka. Não sei o que é que os wagnerianos podem querer mais....


                                                     A Valquíria, Met, 2010-2011
Informações recolhidas em: http://www.staller.sunysb.edu/opera/

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Wagner e Tolkien

Eis um interessantíssimo artigo sobre estes dois enormes criadores de mundos de Dark Ages, como disse Umberto Eco a propósito do compositor alemão e do escritor inglês.
O artigo é insuspeito, já que foi publicado na revista The New Yorker, e intitula-se The Ring and the Rings: Wagner / Tolkien, de Alex Ross. Foi publicado em Dezembro 22 e 29, 2003.
http://www.therestisnoise.com/2004/04/wagner_tolkien_1.html




domingo, 13 de fevereiro de 2011

Parsifal em Bruxelas

Notícia sobre uma nova produção de Parsifal, em Bruxelas.
Pode ler-se no  Opera Today:
«The Parsifal at the Monnaie was not about Wagner’s Parsifal but about Sig. Castellucci’s art. And that art is considerable and there is no shortage of self congratulation. To wit, Klingsor is a chef d’orchestre, the holy lance is his baton but Parsifal does not catch it because Klingsor lays it on the floor and walks off the stage. Thus in this improvised second act contest between stage and pit Mr. Castellucci seems to be the winner.»



Richard Wagner: Parsifal

Amfortas: Thomas Johannes Mayer: Titurel: Victor von Halem; Gurnemanz:Jan-Hendrik Rootering; Parsifal: Andrew Richards; Klingsor: Tómas Tómasson; Kundry: Anna Larsson; Gralsritter: Willem Van der Heyden, Friedemann Röhlig. Orquestra sinfónica e coro de jovens de la Monnaie. Direcção musical: Hartmut Haenchen. Encenação: Romeo Castellucci. Coreografia: Cindy Van Acker. Cenografia e guarda-roupa: Romeo Castellucci.
http://www.operatoday.com/content/2011/02/parsifal_in_bru.php

domingo, 6 de fevereiro de 2011